PROSPECÇÃO, PESQUISA MINERAL E AVALIAÇÃO DO POTENCIAL MINERAL

Prospecção e pesquisa mineral configuram as etapas iniciais de um investimento minerário. O primeiro passo é a busca regional por áreas com potencial mineral, por meio de levantamento de dados geológicos, geofísicos e geoquímicos favoráveis a uma configuração geológica propícia à ocorrência de certa substância de interesse. A partir desta etapa podem-se selecionar alvos com relativo potencial econômico. Posteriormente são feitos levantamentos geológicos, geofísicos e geoquímicos cada vez mais detalhados, a fim de se restringir alvos com maior probabilidade de ocorrência mineral. Dentre esses levantamentos, destacam-se mapeamento geológico, estudos petrográficos, levantamento de dados geoquímicos de sedimento de corrente, de solo e rocha e levantamentos geofísicos de alta resolução com equipamentos portáteis. Por fim, são realizadas sondagens para amostragem e avaliação do volume de minério (cubagem), podendo ser seguidas pela caracterização tecnológica do minério e por modelamento computacional do depósito.

A avaliação do potencial mineral se dá ao longo de todo o processo prospectivo. Uma vez que um alvo não apresenta uma ocorrência mineral, evidências confiáveis de uma ocorrência mineral ou viabilidade técnico-financeira para sua exploração, o programa de prospecção para este alvo poderá ser encerrado, de acordo com os interesses do cliente.

Realizamos a elaboração de requerimentos de pesquisa, relatórios parcial e final de pesquisa mineral, Plano de Aproveitamento Econômico (PAE), Relatório Anual de Lavra (RAL),  relatórios técnicos para Guia de Utilização e  projetos para editais de disponibilildade para o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).